Minas online

 

Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais

Emergência ligue: 193

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Pagina inicial

Corpo de Bombeiros orienta sobre como prevenir picadas de escorpião

De janeiro a novembro de 2017, o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) atendeu 111 casos de acidentes com animais peçonhentos, em Minas Gerais. Um desses animais é o escorpião que, embora seja pequeno, oferece grandes riscos, principalmente quando se fala em crianças e idosos.

Segundo o Sargento Bruno Bicalho, é falso o mito de que acidentes com animais peçonhentos são mais recorrentes no interior do que na capital. Ele destaca que na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) há grande incidência do escorpião amarelo, que gera muitas vítimas.

A picada de escorpião pode provocar diversos sintomas, como: dor, formigamento, salivação abundante, prostração, podendo levar à alteração da frequência cardíaca, ao estado de chove (dificuldade de circulação de sangue no corpo) e à parada cardiorrespiratória.

De acordo com o Sargento Bicalho, é preciso tomar alguns cuidados para evitar o aparecimento de escorpião em casa, como: mantenha o ambiente limpo, evitando o acúmulo de entulhos, pois eles podem se tornar esconderijos para o escorpião; evite a proliferação de insetos, já que eles fazem parte do cardápio desse animal; tampe os ralos do banheiro à noite; afaste as camas das paredes, pois o escorpião pode subir nelas.

O escorpião não gosta de claridade, durante o dia procura se esconder em locais escuros e úmidos para se proteger. Em casa, é possível que ele seja encontrado em buracos e frestas nas paredes, rodapés soltos e forros de madeira e, também, nos acessos à rede de esgoto.

Em caso de acidentes com picadas de escorpião é preciso, primeiramente, assegurar a segurança do prestador de socorro para que ele não seja picado também. Após, é preciso verificar o nível de consciência da vítima e ligar para os serviços de emergência: 193 (Corpo de Bombeiros) ou 192 (Samu). Se não for possível a condução pelos serviços de emergência, é necessário encaminhar rapidamente a vítima para o hospital mais próximo. “Não adianta tentar sugar ou espremer o veneno do escorpião ou, ainda, fazer torniquete ou furar o ferimento. Orientamos não dar nenhum tipo de bebida para a vítima como forma de tratamento”, reforça o Sargento.

Corpo de Bombeiros atende criança vítima de picada de escorpião

Na última terça-feira (9/1), o helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros atendeu um chamado na cidade de Corinto, Minas Gerais, onde um garoto de 6 anos foi picado no braço por um escorpião. Ele foi encaminhado ao hospital de Curvelo, recebeu soro apropriado, mas seu quadro piorou, provocando um edema pulmonar. Posteriormente, a criança foi transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde recebe maiores cuidados.

Foto: Divulgação
 
Comando-Geral: Rodovia Papa João Paulo II, 4143 - 5º andar - Prédio Minas, Bairro: Serra Verde - Belo Horizonte- MG - CEP: 31630-900
Alerta